Pix Saque e Pix Troco podem ser lançados pelo Banco Central

Nesta segunda-feira dia 10, o Banco Central abriu uma consulta pública sobre dois novos serviços do Pix, o Pix Saque onde será permitido saques em estabelecimentos comerciais, e o Pix Troco onde será possível que o consumidor pague uma compra com valor superior via Pix e receba a diferença no dinheiro em espécie.

Segundo o Banco Central, as novidades serão muito úteis aos usuários e aumentará a competição entre os serviços financeiros. As instituições que não possuem agências físicas ou caixas eletrônicos (ATM) poderão ter parcerias com estabelecimentos comerciais, oferecendo saques com custos menores.

A proposta indica que o usuário poderá ter quatro saques gratuitos por mês, via Pix Saque ou Pix Troco. As instituições terão permissão para cobrar tarifas pelos saques excedentes.

O Banco Central estabelecerá o valor máximo que poderá ser sacado por dia. No momento propõe o limite de R$ 500, mas baseado nas sugestões da consulta pública poderá ser mudado.

O Pix Troco deve ser uma boa opção, pois, o usuário poderá pagar R$ 100 via Pix por um produto que custa R$ 80, e receber a diferença de R$ 20 em dinheiro.

No Pix Saque que é unicamente para retirada de dinheiro, o usuário fará a leitura de QR Code em um equipamento do estabelecimento, deverá autenticar a operação no seu celular para que a transferência do valor seja iniciada e receberá o valor em espécie.

A data para o Pix Saque e o Pix Troco começarem a funcionar será decidida depois das sugestões serem analisadas e prováveis ajustes serem feitos. No entanto, as duas novidades devem chegar no segundo semestre desse ano. A Consulta Pública Nº 87/2021, onde o  assunto será discutido, estará até 9 de junho de 2021 aberta para o público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.