Eletroeletrônicos devem continuar com aumento de preços por conta da falta de chips

Segundo informações da indústria haverá um aumento generalizado de preços dos eletroeletrônicos, pois, a crise que causa escassez no mercado de semicondutores pode piorar até o fim do ano.

Foi revelado ao Taipei Times e ao DigiTimes por fontes que trabalham com grandes fabricantes de chips,  que o aumento será de 10% e 30%, e 30 empresas que montam semicondutores devem aplicar.

ARM oficializa ARMv9 com núcleos Cortex-A710 e A450, novas GPUs Mali-G710,  G610, G510 e G310 - TudoCelular.com

Principalmente as empresas pequenas e médias terão a necessidade de aumentar seus preços, pois, as grandes empresas têm margem para trabalhar com maiores volumes e podem oferecer descontos para algumas fabricantes.

O Taipei Times ainda disse que as empresas que trabalham com chips de gerenciamento de energia e memória devem aumentar os preços. A NAND e DRAM, podem ter um aumento significativo no terceiro trimestre de 2021.

Até o momento as empresas citadas não emitiram posicionamento sobre o assunto. Provavelmente o fim de 2021 será pior que fim de 2020, considerando que a produção de semicondutores ainda está enfrentando muitos problemas por conta da pandemia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.