Câmera de alta resolução pode de ver através de objetos sólidos e opacos

Engenheiros da Northwestern University, nos EUA, criaram uma câmera de alta resolução que pode de “enxergar” através de objetos sólidos e opacos, como tecidos e ossos humanos. O dispositivo usa um sistema de captura de luz chamado holografia de comprimento de onda sintética.

O método pode captar imagens em grandes áreas com precisão submilimétrica, ou seja, com menos de um milímetro. Essa capacidade de resolução, permite que a câmera computacional visualize órgãos através da pele, ela pode identificar vasos capilares minúsculos em funcionamento.

O dispositivo funciona atirando feixes de luz em itens escondidos ou fora do campo de visão humano. Depois de espalhado pelo ambiente, o laser volta à câmera, e um algoritmo é executado para reconstruir os sinais da luz e mostrar os objetos estáticos ou em alta velocidade, como o coração batendo.

O sistema consegue “extrair” a informação da luz que não é visível e torná-la visível através da integração da tecnologia holográfica e Inteligência Artificial.

O principal autor do estudo o professor de engenharia Florian Willomitzer, explica. “Nossa tecnologia dará início a uma nova onda de recursos de imagem. Esses sensores usam luz visível ou infravermelha, mas o princípio é universal, e pode ser estendido a outros comprimentos de onda”.

Para ler o artigo científico sobre descoberta que foi publicado na revista Nature Communications. Basta clicar no link abaixo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.